quarta-feira, 8 de agosto de 2012

1ºs anos do EM da EE Prof. Paulo Chaves - Disciplina de Sociologia Prof. Claudio Correa

Etnocentrismo

Etnocentrismo é um conceito antropológico, que ocorre quando um determinado individuo ou grupo de pessoas, que têm os mesmos hábitos e caráter social, discrimina outro, julgando-se melhor, seja pela sua condição social, pelos diferentes hábitos ou manias, ou até mesmo por uma diferente forma de se vestir.
Essa avaliação é, por definição, preconceituosa, feita a partir de um ponto de vista específico. Basicamente, encontramos em tal posicionamento um grupo étnico considerar-se como superior a outro. Do ponto de vista intelectual, etnocentrismo é a dificuldade de pensar a diferença, de ver o mundo com os olhos dos outros.
O fato de que o ser humano vê o mundo através de sua cultura tem como consequência a propensão em considerar o seu modo de vida como o mais correto e o mais natural. Tal tendência, denomindada etnocentrismo, é responsável em seus casos extremos pela ocorrência de numerosos conflitos sociais.
Não existem grupos superiores ou inferiores, mas grupos diferentes. Um grupo pode ter menor desenvolvimento tecnológico, se comparado a outro mas, possivelmente, é mais adaptado a determinado ambiente, além de não possuir diversos problemas que esse grupo "superior" possui.
A tendência do ser humano nas sociedades é de repudiar ou negar tudo que lhe é diferente ou não está de acordo com suas tendências, costumes e hábitos. Na civilização grega, o bárbaro, era o que "transgredia" toda a lei e costumes da época; este termo é, portanto, etimologicamente semelhante ao selvagem na sociedade ocidental.
O costume de discriminar os que são diferentes, porque pertencem a outro grupo, pode ser encontrado dentro de uma sociedade. Agressões verbais, e até físicas, praticadas contra os estranhos que se arriscam em determinados bairros periféricos de nossas grandes cidades é um dos exemplo.
Incluem-se aqui as pessoas que observam as outras culturas em função da sua propria cultura, tomando-a como padrão para valorizar e hierarquizar as restantes.

Comportamentos etnocêntricos resultam também em apreciações negativas dos padrões culturais de povos diferentes. Práticas de outros sistemas culturais são catalogadas como absurdas, deprimentes e imorais.

Para os 3ºs anos do EM da EE Prof. Paulo Chaves - Disciplina de Sociologia - Prof. Claudio Correa 3º Bim 2012

ELEMENTOS DO ESTADO

ELEMENTOS MATERIAIS


1) POVO
Conjunto de cidadãos que nasce no Brasil, que nascem em embarcações, ou naturalizados .
É o conjunto de indivíduos que nasce no território nacional, entendido este território em toda a sua complexidade, dotado de capacidade política a lhe trazer uma condição especial que possibilitará a sua interferência na condução do Estado. (Condução política).

Obrigações : Votar, servir o exército, etc.

POPULAÇÃO
É o conjunto de cidadãos acrescidos dos indivíduos estrangeiros. Isto quer dizer que nem todos os indivíduos de uma população podem intervir na condução do Estado, restando-lhes obedecer as Normas oriundas do exercício da capacidade política do povo. É o conjunto de indivíduos de uma sociedade.



2) TERRITÓRIO
É obrigatória a presença de um território a identificar seus limites de interferência e soberania.



a) Teoria do Território patrimônio
A teoria do território patrimônio reduz o território do Estado a mera condição de propriedade negociável , não havendo , portanto, qualquer vinculação da gestão do território com a vontade popular.

b) Teoria do Território objeto
Não pode ser transacionado.


Pela teoria do território objeto o território do Estado é propriedade popular e nessa condição não pode ser transacionado pelo estado. Cabe aos entes estatais a simples administração do território, sendo vedado ao Estado qualquer tipo de vinculação do território nacional com pessoas físicas ou jurídicas, diferentes dos cidadãos nacionais ou entes federativos internos.


c) Teoria do Território Espaço


O território não só pertence ao Estado, mas o personifica é dizer que:


c.1) O Estado é identificado pelo seu povo como sendo o território nacional

c.2) Sendo o Estado detentor de personalidade jurídica, seria pela sua identidade com o território, este também detentor de personalidade jurídica.


Entende-se pela personalidade jurídica a existência de direitos e obrigações criadas pelo ordenamento jurídico.


d) Teoria do Território competência


Seria o território a limitação do âmbito de validade da ordem jurídica do Estado.


ELEMENTOS FORMAIS


1) GOVERNO SOBERANO


Conjunto de entidades e órgãos do Estado = Governo


Detém personalidade jurídica .Vincular o poder. Ordenamento jurídico positivado= lei.
Competentes para criar e aplicar o ordenamento jurídico de forma coercitiva (vinculante)
Bem comum.


2) ORDENAMENTO JURÍDICO – 14/05/2004


É o conjunto de normas criadas pelo Estado, acrescidas pelas normas recepcionadas por ele e o conjunto daquelas recebidas, recepcionadas pelo Estado.


Leis, Decretos, Portarias, Resoluções, Regulamentos internos, regulamentos, Medidas Provisórias, Instruções Normativas.

Judiciário
Normas internas , portarias. Produz normas que não são leis. Julga e aplica a lei.


Executivo

Medidas provisórias