quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Alessandro Giuseppe Antonio Anastasio Volta O Homem que inventou a Pilha



  Alessandro Giuseppe Antonio Anastasio Volta 


foi um físico italiano, que nasceu a 18 de fevereiro de 1745, tendo falecido na 

mesma cidade a 5 de março de 1827. 

Ficou conhecido especialmente pela invenção da bateria
.
 Mais tarde, viria a receber o título de conde. 

Volta foi educado em Como, Itália, onde ele se tornouprofessor de Física na 
Escola Real em 1774.
 
A sua paixão foi sempre o estudo da eletricidade
.
   De vi attractiva ignis electrici ac phaenomenis inde pendentibus foi seu

 primeiro livro científico.

Em 1775 ele criou o eletróforo, uma máquina que produzia eletricidade estática
.
   Em 1779 ele tornou-se professor de Física na Universidade de Pavia, posição

 que ocupou durante 25 anos.

Em 1794, Volta casou-se com Teresa Peregrini, filha de Count Ludovico

 Peregrini; o casal teve três filhos
.
   Em 1800, como o resultado de uma discórdia profissional sobre a resposta

 galvânica, advocado por Luigi Galvani

Volta desenvolveu a tão-falada pilha voltaica (comprovando que para a

 produção de eletricidade, a presença de tecido animal não era necessária), um

 predecessor da bateria elétrica

 Volta determinou que os melhores pares de metais dissimilares para a

 produção de eletricidade eram zinco e prata
.
 Inicialmente, Volta experimentou células individuais em série, cada célula 

sendo um cálice de vinho cheio de salmoura na qual dois elétrodos dissimilares

foram mergulhados
.
 A pilha elétrica substituiu o cálice com um cartão embebido em salmoura
.
 (O número de células, e consequentemente, a voltagem que poderiam

 produzir, estava limitado pela pressão exercida pelas células de cima, que

 espremeram toda a salmoura do cartão da célula de baixo)
.
   Em honra ao seu trabalho no campo da eletricidade, Napoleão fez de Volta um

 conde em 1810; em 1815, o Imperador da Áustria nomeou Volta professor de

 Filosofia na Universidade de Pádua.

Volta está enterrado na cidade de Como, Itália. 

Templo Voltiano perto do Lago Como é um museu dedicado ao trabalho do

 físico italiano; os seus instrumentos e publicações originais estão expostos

 neste local.


Em 1881 uma importante unidade elétrica, o Volt, foi nomeada em homenagem

 a Volta.

Também em sua homenagem, uma cratera lunar recebeu este nome.