sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Para o 2º Ano do Ensino médio da Escola Estadual Professor Paulo Chaves Sobre O filme Tempos Modernos de Charles Chaplin



O filme Tempos Modernos refere-se a uma crítica ao modernismo e ao capitalismo representado através da industrialização, onde o operário robotiza-se a uma rotina baseada na incansável linha de montagem de uma indústria.


Carlitos, personagem principal interpetado por Chales Chaplin, é um trabalhador que manuseia a máquinha e come ao mesmo tempo, deixando claro o excesso de trabalho ao qual era submetido e após o temino de sua jornada, se comportava como se ainda estivesse a exercendo.

Sob uma saturação, Carlitos adoece e é internado em um sanatório. Ao retonar, depara-se com a crise de 29, na qual toda parte empregativa estava falindo e o país passava por uma grande miséria. Se vê obrigado a ir em busca de um novo emprego para que pudesse sobreviver à toda aquela crise.

Em meio a toda confusão que acontecia na cidade, como protesto e greves, ele acaba sendo confundido com um agitado comunista e é preso. Após algum tempo o operário é solto pela polícia por agradecimentos, uma vez que ajudou na prisão de um traficante que tentava fugir. Em meio a outras prisões posteriores conhece uma moça pela qual se apaixona.

O operário consegue alguns empregos dos quais não se mantém em nenhum. Acaba trabalhando com a moça em um café onde expressa o prazer de trabalhar em algo gratificante e criativo.

Charles Chaplin consegue transmitir com esse clássico uma idéia clara de como o mundo capitalista e industrial nos escravizou e escraviza até os dias de hoje, nos robotizando à exercer sempe nossas mesmas funções e viver em uma eterna ameaça de estafa com a correria diária, a poluição sonora, as confusões entre as pessoas, os congestionamentos, as multidões nas ruas, o desemprego, a fome, a miséria.

Fonte: http://espacoparaideias.blogspot.com.br/2008/09/resenha-do-filme-tempos-modernos.html