terça-feira, 4 de março de 2014

Equinócio da Primavera


Equinócio da Primavera é o nome dado pela astronomia ao momento que marca o início da estação conhecida como primavera.

Datas e horas do Início da Primavera

  • Em 2014, no dia 20 de Março às 16:57
  • Em 2015, no dia 20 de Março às 22:45
  • Em 2016, no dia 20 de Março às 04:30
  • Em 2017, no dia 20 de Março às 10:28

O que é o Equinócio da Primavera?

A astronomia define então como Equinócio da Primavera aquele momento em que o Sol, assim como o vemos a partir da Terra, cruza o plano de equador celeste, ou a linha do equador terrestre que é projetada na esfera celeste, em março no hemisfério norte, e em setembro no hemisfério sul.
O termo "equinócio" é proveninente do Latim e é composto por duas palavras: uma significa igual (aequus) e a outra noite (nox). Equinócio significa portanto, noites iguais, uma vez que as noites e os dias têm sensivelmente a mesma duração de 12 horas.
Equinócios ocorrem duas vezes por ano, em março e setembro, altura em que definem mudanças de estação. No mês de março estamos perante o Equinócio da Primavera, ou o início da primavera no hemisfério norte. Isso significa que no hemisfério sul estamos perante oEquinócio de Outono. Em setembro acontece o exato oposto: o hemisfério norte dá as boas-vindas ao outono com o Equinócio de Outono, enquanto no hemisfério sul chega oEquinócio da Primavera.

Solstício de Verão


Solstício de verão é o momento que marca o início do verão. O verão 2013 começa no dia21 de junho de 2013 exatamente às 06:04 horas em Portugal. Este momento é conhecido como solstício de verão.

O que acontece no Solstício de Verão?

A astronomia define como solstício de Verãomomento em que o Sol, assim como o vemos a partir da Terra, atinge a maior declinação em latitude, medida a partir da linha do Equador, em junho no hemisfério norte, e em dezembro no hemisfério sul.

O que quer dizer Solstício de Verão?

O termo "solstício" vem do Latim e é composto por duas palavras: sol (sol) e sistere (que não se mexe).  Solstício significa portanto, "sol parado", uma vez que para o observador que está na Terra, o sol parece manter uma posição fixa ao nascer e ao se pôr, durante algum tempo. Solstícios acontecem duas vezes por ano, em junho e em dezembro, definindo as mudanças de estação.
Em junho observamos o solstício de verão, que coincide com o início do verão no hemisfério norte. Já no hemisfério sul acontece ao mesmo tempo o solstício de inverno.
Por volta de 21 de dezembro acontece o contrário: enquanto o hemisfério norte recebe o solstício de inverno, chega o solstício de verão ao hemisfério sul.

Datas e horas do Solstício de Verão

  • Em 2013, no dia 21 de junho às 06:04
  • Em 2014, no dia 21 de junho às 10:51
  • Em 2015, no dia  21 de junho às 16:38
  • Em 2016, no dia 20 de junho às 22:34
  • Em 2017, no dia 21 de junho às 04:24

Robert Allen Zimmerman



Robert Allen Zimmerman (nome hebraico: Zushe ben Avraham) nasceu no hospital St. Mary de Duluth, em Minnesota, no dia 24 de maio de 1941 e cresceu em HibbingMinnesota, no Mesabi Iron Range a oeste do Lago Superior. Os estudos realizados por vários de seus biógrafos mostraram que seus avós paternos, Zigman e Anna Zimmerman, emigraram deOdessa (atual Ucrânia) para os Estados Unidos por causa de um pogrom antissemita ocorrido em 1905.  Seus avós maternos, Benjamin e Lybba Edelstein, eram judeus lituanos que chegaram à América em 1902.  Em sua autobiografia,Crônicas, Vol. 1, Dylan escreveu que o apelido de sua avó materna era Kyrgyz e que sua família era procedente deIstambul.
Seus pais, Abram Zimmerman e Beatrice "Beatty" Stone, faziam parte de uma pequena mas muito unida comunidade judaica. Robert Zimmerman viveu em Duluth até seus seis anos, quando seu pai contraiu poliomielite e sua familia voltou à cidade natal de sua mãe, HibbingMinnesota, onde passou o resto de sua infância.  Robert passou boa parte de sua juventude escutando rádio: em um primeiro momento, escutando emissoras de Shreveport, em Louisiana, que transmitiam blues e country, e posteriormente, rock and roll   Durante sua estadia na escola, formou várias bandas, como The Shadow Blasters, de curta duração, e The Golden Chords,  com a qual chegaria a tocar no programa de busca de talentos Rock and Roll Is Here to Stay  No anuário escolar de 1959, Robert Zimmerman assinalou sua principal ambição "unir-se a Little Richard"  No mesmo ano, usando o pseudônimo de Elston Gunn, tocou em duas apresentações com Bobby Vee, acompanhando ao piano e improvisando com palmas.
Em setembro de 1959, Zimmerman se mudou para Minneapolis, para estudar na universidade de Minnesota. Durante a época, seu interesse inicial no rock and roll deu lugar a uma aproximação ao folk. Em 1985, Dylan explicou sua atração pelo folk: "A coisa sobre o rock'n'roll é que para mim de qualquer jeito ele não era suficiente... Havia bons bordões e ritmo pulsante... mas as canções não eram sérias ou não refletiam a vida de um modo realista. Eu sabia que quando eu entrei na música folk, era um tipo de coisa mais sério. As canções eram enchidas com mais desespero, mais tristeza, mais triunfo, mais fé no sobrenatural, sentimentos mais profundos". Logo começou a tocar no 10 O'Clock Scholar, uma cafeteria a poucas quadras do campus universitário, e se viu envolvido no circuito folk de Dinkytown.
Durante seus dias en Dinkytown, Zimmerman passou a se chamar de "Bob Dylan". Em uma entrevista concedida em 2004, Dylan disse: "Você nasce, sabe, com nomes errados, pais errados. Digo, isso acontece. Você se chama do que quiser se chamar. Este é o país da liberdade"..  Em sua autobiografia, Crónicas, Vol. 1, Dylan escreveu sobre a mudança de nome:
"Eu havia visto alguns poemas de Dylan Thomas. A pronúncia de Dylann e Allyn era parecida. Robert Dylan. A letra D tinha mais força. Entretanto, o nome Roberto Dylan não era tão atraente como Roberto Allyn. As pessoas sempre haviam me chamado de Robert ou Bobby, mas Bobby Dylan me parecia vulgar, e além disso já haviam Bobby Darin, Bobby Vee, Bobby Rydell, Bobby Neely e muitos outros Bobbies. A primeira vez que me perguntaram meu nome em Saint Paul, instintiva e automaticamente soltei: 'Bob Dylan'".

  • 1962 - Bob Dylan
  • 1963 - The Freewheelin' Bob Dylan
  • 1964 - The T All Back Home
  • 1965 - Highway 61 Revisited
  • 1966 - Blonde on Blonde
  • 1967 - John Wesley Harding
  • 1969 - Nashville Skylin
  • 1970 - Self Portrait
  • 1970 - New Morning
  • 1973 - Pat Garrett & Billy the Kid
  • 1973 - Dylan
  • 1974 - Planet Waves
  • 1975 - Blood on the Tracks
  • 1975 - The Basement Tapes
  • 1976 - Desire
  • 1978 - Street Legal
  • 1979 - Slow Train Coming
  • 1980 - Saved
  • 1981 - Shot of Love
  • 1983 - Infidels
  • 1985 - Empire Burlesque
  • 1986 - Knocked Out Loaded
  • 1988 - Down in the Groove
  • 1990 - Oh Mercy
  • 1992 - Under the Red Sky
  • 1993 - World Gone Wrong
  • 1993 - Good as I Been to You
  • 1997 - Time Out of Mind
  • 2001 - Love and Theft
  • 2006 - Modern Times
  • 2009 - Together Through Life
  • 2009 - Christmas in the Heart
  • 2012 - Tempest

Revisão de Sociologia para a 3ª Serie do EM do Pozzi


SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1  - O QUE É CIDADANIA?
A discussão da origem do termo “cidadania” e das transformações que esse conceito sofreu ao longo da história, nos séculos XVIII, XIX e XX, debatendo sobre a realidade brasileira e abordando a conquista dos direitos civis, políticos, sociais e humanos no país.

O que é Cidadania:
Cidadania é o exercício dos direitos e deveres civis, políticos e sociais estabelecidos na constituição. 
Os direitos e deveres de um cidadão devem andar sempre juntos, uma vez que ao cumprirmos nossas obrigações permitimos que o outro exerça também seus direitos.
Exercer a cidadania é ter consciência de seus direitos e obrigações e lutar para que sejam colocados em prática.
Exercer a cidadania é estar em pleno gozo das disposições constitucionais. Preparar o cidadão para o exercício da cidadania é um dos objetivos da educação de um país.
A cidadania está relacionada com a participação social, porque remete para o envolvimento em atividades em associações culturais (como escolas) e esportivas.
A Constituição da República Federativa do Brasil foi promulgada em 5 de outubro de 1988, pela Assembleia Nacional Constituinte, composta por 559 congressistas (deputados e senadores). A Constituição consolidou a democracia, após os anos da ditadura militar no Brasil.
O que significa Cidadão:
Cidadão é um indivíduo que convive em sociedade- grupo de indivíduos entre os quais existem relações recíprocas.
Cidadão é o habitante da cidade, é aquele que está no gozo de seus direitos civis e políticos de um Estado, ou no desempenho de seus deveres para com este.
O cidadão ao ter consciência e exercer seus direitos e deveres para com a pátria está praticando a cidadania.
É obrigação de cada pais educar o cidadão para que a Constituição seja respeitada.
A origem do termo “cidadão” remonta a uma forma de organização social específica da Antiguidade Clássica que se difundiu no Mediterrâneo a partir do século IX a.C.: as cidades-Estado. Os “cidadãos” eram os membros da comunidade que detinham o privilégio de participar integralmente de todo o ciclo da vida cotidiana da cidade.

A palavra cidadania deriva do latim civis (o ser humano livre), que gerou civitas (cidadania).
Isso significa que, para os romanos, a cidadania ainda não constituía o conjunto de ideias e valores a ser defendidos, tal como concebemos hoje, mas o próprio Estado romano.

A história do desenvolvimento da cidadania moderna remonta ao Iluminismo e está relacionada à conquista de quatro tipos de direitos: os direitos civis, no século XVIII; os direitos mundos diferentes, com sociedades distintas, nas quais pertencimento, participação e direitos têm sentidos diversos. políticos e sociais, no século XIX (cuja luta perdurou até o século XX) e os direitos humanos, no século XX.

Os filósofos iluministas, sobretudo John Locke, Voltaire e Jean-Jacques Rousseau, lançaram as bases para a percepção moderna da relação entre Estado e indivíduos ao conceber o ser humano como um indivíduo dotado de razão e de direitos intrínsecos à sua natureza (“direitos naturais”), como o direito à vida, à liberdade e à propriedade.

Dessa forma, abriu--se espaço para o nascimento do Estado de Direito.

John Locke (1632-1704): defendia que todos os homens são iguais, independentes
e governados pela razão. No estado natural, teriam como destino preservar a paz e a humanidade, evitando ferir os direitos dos outros, inclusive o direito à propriedade, considerado por Locke um dos direitos naturais do homem. Para evitar conflitos decorrentes de interesses individuais, os homens teriam abandonado o estado natural e criado um contrato social entre homens igualmente livres;
   
Voltaire (1694-1778): defendia a liberdade de expressão, de associação e de opção
religiosa e criticava o poder da Igreja Católica e sua interferência no sistema político.
Foi um crítico do Absolutismo e das instituições políticas da Monarquia e defensor
do livre comércio contra o controle do Estado na economia;

Jean-Jacques Rousseau (1712-1778): defendia a liberdade como o bem supremo, 
entendida por ele como um direito e um dever do homem. Renunciar à liberdade equivaleria a renunciar, portanto, à própria humanidade. 
Para que o homem possa viver em sociedade sem renunciar à liberdade, ou seja, obedecendo apenas a si mesmo e permanecendo livre, é estabelecido um contrato social em que a autoridade é a expressão da vontade geral, expressão de corpo moral coletivo dos cidadãos.
 Desse modo, o homem adquire liberdade obedecendo às leis que prescreve para si mesmo.


Revisão de Sociologia para a 2ª Série do EM do Pozzi



Num primeiro momento,
 no inicio do estudo de nosso conteúdo, fizemos uma breve revisão histórica relembrando nossa origem genética oriunda primeiramente da descarga étnica cultural vinda do continente europeu - na figura do homem branco de múltiplas culturas desde os portugueses e espanhóis até os holandeses e franceses, cada qual com seu interesse no novo mundo – sobre uma população de hábitos e costumes infinitamente mais simples e despojados e, portanto, diferentes destes, os habitantes das florestas americanas denominados pelos errantes navegadores europeus de “índios”, dando assim o primeiro passo em direção a criação do povo brasileiro. 
Num segundo momento,
 cerca de 150 anos mais tarde - meados do seculo 16 até meados do século 19. O comércio de seres humanos envolveu a movimentação de 3 milhões de vidas, decorrendo então uma nova onda de miscigenação já iniciada entre brancos europeus e nativos americanos, deu-se início a uma nova descarga genética advinda dos negros escravizados, também de diferentes lugares do continente africano e de diferentes línguas, hábitos, culturas e tipologia física, formando assim, a base genética do povo brasileiro. 
Feito isso demos ênfase a diversidade regional a partir de um exercício com a musica de Chico Buarque de Holanda, “Paratodos”, uma análise de imagens de eventos culturais de diferentes estados brasileiros e outra análise de imagens a cerca dos diferentes ambientes urbanos das cidades, evidenciando como é grande a diversidade social, não só entre as regiões, mas inclusive em um mesmo município. Sinteticamente, observamos as influências culturais de cada estado da federação sendo responsáveis pela formação da diversidade regionalizada por exemplo do estado de São Paulo, pela formação da paisagem do município de São Paulo. enfim.