terça-feira, 4 de março de 2014

Robert Allen Zimmerman



Robert Allen Zimmerman (nome hebraico: Zushe ben Avraham) nasceu no hospital St. Mary de Duluth, em Minnesota, no dia 24 de maio de 1941 e cresceu em HibbingMinnesota, no Mesabi Iron Range a oeste do Lago Superior. Os estudos realizados por vários de seus biógrafos mostraram que seus avós paternos, Zigman e Anna Zimmerman, emigraram deOdessa (atual Ucrânia) para os Estados Unidos por causa de um pogrom antissemita ocorrido em 1905.  Seus avós maternos, Benjamin e Lybba Edelstein, eram judeus lituanos que chegaram à América em 1902.  Em sua autobiografia,Crônicas, Vol. 1, Dylan escreveu que o apelido de sua avó materna era Kyrgyz e que sua família era procedente deIstambul.
Seus pais, Abram Zimmerman e Beatrice "Beatty" Stone, faziam parte de uma pequena mas muito unida comunidade judaica. Robert Zimmerman viveu em Duluth até seus seis anos, quando seu pai contraiu poliomielite e sua familia voltou à cidade natal de sua mãe, HibbingMinnesota, onde passou o resto de sua infância.  Robert passou boa parte de sua juventude escutando rádio: em um primeiro momento, escutando emissoras de Shreveport, em Louisiana, que transmitiam blues e country, e posteriormente, rock and roll   Durante sua estadia na escola, formou várias bandas, como The Shadow Blasters, de curta duração, e The Golden Chords,  com a qual chegaria a tocar no programa de busca de talentos Rock and Roll Is Here to Stay  No anuário escolar de 1959, Robert Zimmerman assinalou sua principal ambição "unir-se a Little Richard"  No mesmo ano, usando o pseudônimo de Elston Gunn, tocou em duas apresentações com Bobby Vee, acompanhando ao piano e improvisando com palmas.
Em setembro de 1959, Zimmerman se mudou para Minneapolis, para estudar na universidade de Minnesota. Durante a época, seu interesse inicial no rock and roll deu lugar a uma aproximação ao folk. Em 1985, Dylan explicou sua atração pelo folk: "A coisa sobre o rock'n'roll é que para mim de qualquer jeito ele não era suficiente... Havia bons bordões e ritmo pulsante... mas as canções não eram sérias ou não refletiam a vida de um modo realista. Eu sabia que quando eu entrei na música folk, era um tipo de coisa mais sério. As canções eram enchidas com mais desespero, mais tristeza, mais triunfo, mais fé no sobrenatural, sentimentos mais profundos". Logo começou a tocar no 10 O'Clock Scholar, uma cafeteria a poucas quadras do campus universitário, e se viu envolvido no circuito folk de Dinkytown.
Durante seus dias en Dinkytown, Zimmerman passou a se chamar de "Bob Dylan". Em uma entrevista concedida em 2004, Dylan disse: "Você nasce, sabe, com nomes errados, pais errados. Digo, isso acontece. Você se chama do que quiser se chamar. Este é o país da liberdade"..  Em sua autobiografia, Crónicas, Vol. 1, Dylan escreveu sobre a mudança de nome:
"Eu havia visto alguns poemas de Dylan Thomas. A pronúncia de Dylann e Allyn era parecida. Robert Dylan. A letra D tinha mais força. Entretanto, o nome Roberto Dylan não era tão atraente como Roberto Allyn. As pessoas sempre haviam me chamado de Robert ou Bobby, mas Bobby Dylan me parecia vulgar, e além disso já haviam Bobby Darin, Bobby Vee, Bobby Rydell, Bobby Neely e muitos outros Bobbies. A primeira vez que me perguntaram meu nome em Saint Paul, instintiva e automaticamente soltei: 'Bob Dylan'".

  • 1962 - Bob Dylan
  • 1963 - The Freewheelin' Bob Dylan
  • 1964 - The T All Back Home
  • 1965 - Highway 61 Revisited
  • 1966 - Blonde on Blonde
  • 1967 - John Wesley Harding
  • 1969 - Nashville Skylin
  • 1970 - Self Portrait
  • 1970 - New Morning
  • 1973 - Pat Garrett & Billy the Kid
  • 1973 - Dylan
  • 1974 - Planet Waves
  • 1975 - Blood on the Tracks
  • 1975 - The Basement Tapes
  • 1976 - Desire
  • 1978 - Street Legal
  • 1979 - Slow Train Coming
  • 1980 - Saved
  • 1981 - Shot of Love
  • 1983 - Infidels
  • 1985 - Empire Burlesque
  • 1986 - Knocked Out Loaded
  • 1988 - Down in the Groove
  • 1990 - Oh Mercy
  • 1992 - Under the Red Sky
  • 1993 - World Gone Wrong
  • 1993 - Good as I Been to You
  • 1997 - Time Out of Mind
  • 2001 - Love and Theft
  • 2006 - Modern Times
  • 2009 - Together Through Life
  • 2009 - Christmas in the Heart
  • 2012 - Tempest

Nenhum comentário:

Postar um comentário