quinta-feira, 18 de junho de 2009

Zeca Baleiro

Você só pensa em grana

Você só pensa em grana meu amor


Você só quer saber


Quanto custou a minha roupa


Custou a minha roupa

Você só quer saber quando que eu vou

Trocar meu carro novo



Por um novo carro novo


Um novo carro novo meu amor


Você rasga os poemas que eu te dou


Mas nunca vi você rasgar dinheiro


Você vai me jurar eterno amor


Se um dia eu comprar o mundo inteiro


Quando eu nasci um anjo só baixou


Falou que eu seria um executivo


E desde então eu vivo com meu banjo


Executando os rocks do meu livro


Pisando em falso com meus panos quentes


Enquanto você ri no seu conforto


Enquanto você me fala entre dentes


Poeta bom meu bem poeta morto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário