terça-feira, 4 de setembro de 2012

Exagerado... Amor da minha vida

Amor da minha vida


Daqui até a eternidade


Nossos destinos


Foram traçados na maternidade

Meu Filho Querido do Coração saboreando a macarronada da Mama



Paixão cruel desenfreada


Te trago mil rosas roubadas


Pra desculpar minhas mentiras


Minhas mancadas




Exagerado


Jogado aos teus pés


Eu sou mesmo exagerado


Adoro um amor inventado

Macarronada da Dna Angela é imbatível tem de ser degustada
de camisa preta!
Qualquer outra cor vai acabar suja de mollho!



Eu nunca mais vou respirar


Se você não me notar


Eu posso até morrer de fome


Se você não me amar




E por você eu largo tudo


Vou mendigar, roubar, matar


Até nas coisas mais banais


Prá mim é tudo ou nunca mais




Exagerado


Jogado aos teus pés


Eu sou mesmo exagerado


Adoro um amor inventado




E por você eu largo tudo


Carreira, dinheiro, canudo


Até nas coisas mais banais


Prá mim é tudo ou nunca mais

Heitor, Maria e Júlia com a profª. Raquel Na musicalização do Villa Jazz



Exagerado


Jogado aos teus pés


Eu sou mesmo exagerado


Adoro um amor inventado
 

Jogado aos teus pés


Com mil rosas roubadas


Exagerado


Eu adoro um amor inventado



Nenhum comentário:

Postar um comentário