quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Escolas Públicas Estaduais Sofrem corte de verbas...pra onde foi a grana?

Verbas: a Udemo protesta !

De acordo com o Comunicado Conjunto CISE (Coordenadoria de Infraestrutura e Serviços Escolares) / COFI (Coordenadoria de Orçamentos e Finanças) nº 02 / 2014, o sistema de compras por meio da Rede de Suprimentos, para atender as escolas, foi fechado em 01/11/2014, “para revisão”, e será reaberto em 15 / 01 / 2015.
Em resumo, a verba que a escola recebia para comprar materiais de consumo foi cortada, sumariamente, sem nenhuma consulta, sem nenhum aviso prévio. Como essa verba tinha um fluxo mensal e não podia ser usada para estocagem, as escolas ficarão sem material de consumo nos meses de novembro, dezembro e janeiro.
“Mas não ficarão totalmente sem material, porque as Diretorias de Ensino receberão uma quantia para dividir entre as unidades” – cerca de dez por cento (!!) do total necessário ! Essa informação foi enviada às DREs ! É um misto de ‘cara de pau’ com demagogia barata. Cortaram a verba e ainda “jogaram as DREs no fogo”. Como elas vão se virar para fazer a distribuição ? Essa é uma daquelas medidas que conseguem desagradar a todos, indistintamente, desviando o foco do problema, do governo – lá em cima -  para seus agentes – aqui embaixo.
Como diz o jornalista, “isso é uma vergonha” ! Passadas as eleições, o governo federal autoriza aumentos; o governo estadual retira verbas da educação ! Da educação, que foi prioridade na campanha !
Conclamamos todos os nossos associados (e os não – associados, também) a protestar contra esse absurdo, esse crime perpetrado contra as nossas escolas, retirando delas as mínimas condições de funcionamento. Vamos reunir os Conselhos de Escola, as APMs, as Associações de Bairros e mostrar - lhes o que está acontecendo.  Vamos procurar a imprensa e denunciar essa fraude – mais uma cometida contra a escola pública !
E vamos seguir o Decálogo da Udemo: não havendo verba, não haverá material; não havendo material, não haverá trabalho. E vamos oficiar à DRE, relatando os fatos.
Se não há dinheiro para as escolas funcionarem, então vamos, junto com a comunidade, fechar as escolas ! Ao menos, é uma atitude mais séria e mais honesta que alegar que “o sistema foi fechado para revisão” !
Quem ficou com essa verba que assuma as consequências !




Nenhum comentário:

Postar um comentário