quinta-feira, 22 de outubro de 2009

MEIO AMBIENTE INTEIRO - ECO CHATO

1 Não há nada de errado em tomar água “torneiral”! Saiba que ela é bem tratada antes de chegar a sua casa. Melhor que ter incômodos garrafões é instalar um purificador na torneira. O consumo de água engarrafada envolve o transporte em veículos a diesel.

2 Usar a mangueira de água para varrer a calçada, a chamada "vassourinha hidráulica", por 15 minutos, desperdiça 280 litros de água. Mais sensato é pegar a vassoura, juntar a sujeira, recolher com a pá e só depois enxaguar o chão.
3 Não deixar que as torneiras fiquem pingando inutilmente é economia líquida e certa de água e de dinheiro.
4 Pensar com carinho na possibilidade de colocar acumuladores de energia solar e de coleta de água das chuvas em sua casa pode ser um bom investimento para você. E um alívio para o planeta.
5 Identificar vazamentos em casa não é tarefa difícil. Fechando as torneiras e interrompendo o consumo é possível observar se os indicadores do hidrômetro continuam girando. Se estiverem, você está desperdiçando dinheiro e água.
6 Assim como escovar os dentes ou fazer a barba com a torneira aberta, ensaboar a louça com água limpa escorrendo na pia é puro desperdício.
7 Uma boa saída para economizar água é fazer uso de aeradores, aquelas peneirinhas instaladas nas torneiras e até no chuveiro. Eles introduzem ar proporcionando sensação de maior vazão e um fluxo mais intenso, mas diminuindo o consumo de água.
8 Existem diversas opções para lavar o carro a seco. Algumas são até mais baratas do que a tradicional, que consome centenas de litros do precioso líquido. Lavar menos o carro também ajuda a economizar água.
9 Para tornar a dica acima ainda mais eficiente, reduzir a pressão da água por meio do registro também contribui para baixar o consumo e diminuir o valor da conta no final do mês.
10 Anotar em um diário ou agenda o gasto mensal de água permite controlar melhor o consumo e, depois de um ano, rever e corrigir seus hábitos e os da sua família em casa. Isto também vale para as contas de energia elétrica.
11 Vasos sanitários com caixa acoplada utilizam 6 litros de água por descarga em vez dos mais de 20 litros das válvulas de parede convencionais. Modelos mais modernos trazem ainda um duplo botão para 3 e 6 litros, que podem ser acionados de acordo com a necessidade.
12 Aquela água que sai da máquina depois da lavagem de roupas pode ser reaproveitada para lavar a área de serviço.
13 Despejar restos de tintas, vernizes, inseticidas e outros produtos químicos no vaso sanitário ou no ralo contamina a água e dá um trabalhão para as companhias de saneamento. Se sobrar, doe. Pontas de cigarro, preservativos e absorventes podem até entupir encanamentos.
14 Você sabia que molhar jardins e plantas pela manhã ou ao entardecer evita perda de água pela evaporação? E que nos dias mais frios pode-se aguá-las dia sim, dia não, sem deixar que elas morram de sede?
15 Vizinhança Sustentável
Instalando medidores individuais de água é possível incentivar a redução do consumo. Investir na construção de cisternas facilita a captação e o aproveitamento da água das chuvas.

Fonte: Site da Editora Abril: http://planetasustentavel.abril.com.br/manual/
Comunicação Social/Meio Ambiente
22/10/09

Nenhum comentário:

Postar um comentário