quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

JANUS: O deus duas caras...


Na mitologia Greco-Romana, JANUS é o deus dos portais e transições, inícios e fins.
Também é associada a ele a mudança entre a vida primitiva e a civilização, o obscurantismo e a ciência, o campo e a cidade e as cerimônias de mudança durante as vidas dos mortais.
É representado com duas faces, uma olhando para o passado, outra para o futuro. (Fonte: http://www.pantheon.org/articles/j/janus.html).
Jano (em latim Janus) foi um deus romano que deu origem ao nome do mês de Janeiro.
Era o porteiro celestial, sendo representado com duas cabeças, representando os términos e os começos, o passado e o futuro.
De fato, era o responsável por abrir as portas para o ano que se iniciava, e toda porta se volta para dois lados diferentes.
Por isso é conhecido como "Deus das Portas".
Também era o deus das indecições ,pois na mitologia se o-encontraseuma cabeça falava uma coisa e a outra cabeça falava outra coisa.
Jano.
Existem, no entanto, em alguns locais, representações daquele deus com quatro faces.
Em seu templo, as portas principais ficavam abertas em tempos de guerra e eram fechadas em tempos de paz.
De acordo com tradição só foram fechadas duas vezes na história — uma no reinado de Numa e outra no de Augusto.

Os romanos associavam Janus com a divindade etrusca Ani.

Nenhum comentário:

Postar um comentário