segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Nicolau Maquiavel 1469 - 1527


Niccoló Maquavelli, italiano de Florença, viveu durante um período conturbado da história européia, principalmente em Roma - centro do poder italiano devido  a domínio da igreja católica sobre a sociedade.
Nessa época, as famílias governantes,e até mesmo o papado e outros membros da igreja, se envolviam cada vez mais em rixas por poder de dominação.
Nicolau Maquiavel, autor renascentista conhecido principalmente por sua obra " O Principe"( de 1513 e publicado em 1532) servia
à Republica Fiorentina no inicio do século 16.
Paticipava ativamente e observava de perto as instituições  de um poder em funcionamento.
Depois de aproximamente 14 anos  de trabalho, foi afastado de suas funções públicas sob a acusação de ser um dos responsáveis pela política contrária ao governo Médice.
Entre 1514 e 1517, afastado do exercício político, escreveu seus "Discursos sobre a Primeira Década de Tito Lívio", cujo objetivo era comparar as instituições da Roma clássica com as de Florença do período.
Como se surgem os estados, como se mantêm e como se extinguem são os movimentos analisados nesse trabalho que influencia até hoje as discussões sobre a virtude cívica e a garantia da liberdade.
Nesta obra Maquiavel influencia o debate sobre o conceito de liberdade, e deixa uma questão em aberto: como estimular a virtude cívica nos cidadãos de uma sociedade política, dado que tal virtude é pressuposto de realização da liberdade? 
E ainda:
É reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna, pelo fato de haver escrito sobre o Estado e o governo como realmente são e não como deveriam ser.
Os recentes estudos do autor e da sua obra admitem que seu pensamento foi mal interpretado historicamente.
Desde as primeiras críticas, feitas postumamente por um cardeal inglês, as opiniões, muitas vezes contraditórias, acumularam-se, de forma que o adjetivo maquiavélico, criado a partir do seu nome, significa esperteza, astúcia.

Niccolò di Bernardo dei Machiavelli viveu a juventude sob o esplendor político da República Florentina durante o governo de Lourenço de Médici e entrou para a política aos 29 anos de idade no cargo de Secretário da Segunda Chancelaria.
Nesse cargo, Maquiavel observou o comportamento de grandes nomes da época e a partir dessa experiência retirou alguns postulados para sua obra.
Depois de servir em Florença durante catorze anos foi afastado e escreveu suas principais obras.
Conseguiu também algumas missões de pequena importância, mas jamais voltou ao seu antigo posto como desejava.
Como renascentista, Maquiavel se utilizou de autores e conceitos da Antiguidade clássica de maneira nova. Um dos principais autores foi Tito Lívio, além de outros lidos através de traduções latinas, e entre os conceitos apropriados por ele, encontram-se o de virtù e o de fortuna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário